sábado, 13 de novembro de 2010

Ashley fala sobre estilo, Crepúsculo, suas inspirações e mais



Ashley Greene esteve em NYC ontem à noite para falar sobre seu trabalho na Mark Cosméticos. Havia fãs ouvindo no local e também online enquanto Ashley falava sobre estilo, colaborar com a campanha da marca para fazer as jovens mulheres se sentirem poderosas e, é claro, fazer parte da família Crepúsculo. Ela não está com Robert Pattinson e Kristen Stewart nas suas filmagens românticas no Rio, mas Ashley revelou que na verdade ela tentou o papel de Bella. Ashley se divertiu bastante falando sobre a loucura em volta da série e confessou ser Team Edward. Ela disse:

Sobre o seu começo em Crepúsculo: “Originalmente eu tentei ser a Bella…Naquele momento, eu não sabia tanto sobre a série. Mas depois eu a li para me preparar para os testes e instantaneamente me apaixonei e pensei, ‘eu preciso fazer parte disso.’ Eu fiquei tão envolvida na história, fiquei tão fanática quanto qualquer outra pessoa. Então, fiz o teste para a Bella…Na verdade, fiz testes algumas vezes. Eles me disseram que eu não me encaixava no papel e fiquei de coração partido — eu realmente, realmente queria fazer parte da franquia. Depois eles me procuraram de novo com a proposta da Alice e eu absolutamente amo a personagem, então fiz testes mais algumas vezes e contra todas as probabilidades, eu consegui o papel. Eu gritei, chorei. Foi muito legal.”

Sobre perceber que as pessoas são loucas por Crepúsculo: “Geralmente, quando estou num quarto de hotel, normalmente na época de divulgação, a coisa fica bem doida. Eu lembro uma vez durante a turnê de divulgação na Europa, todas as pessoas gritando e chorando. É incrível e louco, algo com o que você nem sonha.”

Sobre ser Team Edward ou Jacob: “Por mais que adore o Jacob, acho que tenho que ser Team Edward. Eu sou uma vampira também! Jacob é nosso arqui-inimigo.”

Sobre seus primeiros trabalhos: “Uau, eu já tive muitos empregos. Trabalho desde os 14 anos. Meu primeiro emprego foi numa lavanderia. Também já trabalhei como garçonete. Trabalhei na Lucky Strike. Mesmo jovem, eu era super independente e queria ganhar meu próprio dinheiro. Meus pais ficavam tipo, ‘OK, vá em frente então.’”

Sobre seu momento favorito do tapete vermelho: “É um empate. A primeira vez que eu me senti uma estrela de cinema foi na premiere de Lua Nova em Los Angeles. Eu estava usando um vestido longo Prabal e a maquiagem estava perfeita, e os fãs foram incríveis. O momento pareceu certo e a lembrança é muito boa. A segunda vez foi na turnê europeia, na premiere de Eclipse em Londres. Eu estava usando um vestido L’Wren Scott prateado, e tudo pareceu um conto de fadas.

Sobre seu estilo: “Sempre mudando e evoluindo. Realmente depende do dia e de como me sinto. Tapetes vermelhos são divertidos, quer dizer, é sempre legal estar glamourosa e tal, mas eu também sou uma grande fã de jeans e camiseta. Eu adoro combinar as coisas com acessórios, como lenços, colares, uma bolsa legal. É uma ótima maneira de personalizar um look.”

Sobre seus arrependimentos de estilo no colegial: “Acho que eu exagerava tudo. Quando eu olho as minhas fotos de colegial, acho que pareço um pouco exagerada, um pouco contida. Eu não era completamente auto-confiante ainda, não tinha me encontrado direito.”

Sobre quem a inspirou: “Claro que meus pais são uma grande influência na minha vida. Eles estiveram lá desde o início e sempre vão estar. Mas quanto a pessoas no mesmo ramo, acho que muita gente já sabe que Audrey Hepburn é alguém em quem eu realmente me inspiro. Acho que ela seria uma garota da Mark, ela era linda por dentro e por fora. Mas mais do que isso, ela tinha um senso de estilo incrível e usava a sua posição para ajudar o mundo.”

Nenhum comentário:

wibiya widget